comercial@fococonsultancy.com.br     (98) 3303-0189

Blog

O que são Market Networks e como elas vão mudar o comportamento do consumidor

Pense em como você se comporta na internet. Seja no celular, tablet ou computador, sua atenção viaja entre aplicativos, sites e tarefas diferentes – às vezes, falando até sobre o mesmo assunto. Você pode compartilhar o que pensa, começar um debate e entrar em contato com seus amigos com as redes sociais e, ainda, efetuar transações e fechar negócios com plataformas que colocam você em contato direto com o vendedor – como o eBay, o AliExpress e o Etsy.

Mas tem um formato que está ganhando cada vez mais destaque na web e logo vai fazer parte do seu cotidiano (se ainda não estiver no seu celular ou no seu navegador): as Market Networks.

O que são Market Networks?

São redes que conseguem unir o melhor das redes sociais e das plataformas de compra para garantir uma experiência completa ao usuário. Você pode interagir com outros compradores, vendedores e compartilhar o que pensa sobre um produto ou serviço.

Pense nos grupos do Facebook ou do LinkedIn. O sistema de troca de ideias e mensagens é similar às redes sociais, mas as discussões acontecem na própria plataforma de compra.

Market Networks são a união de marketplace, workflow e network

O legal dessas redes é que a compra não termina no momento em que você abre a página “Transação Efetuada”. Usando, geralmente, o modelo Saas (software as a service, em que você paga pelo serviço e não pelo produto utilizando a computação em nuvem – ou seja, é um serviço online que funciona como um programa, mas sem ter que baixar nada), os servidores têm um atendimento individualizado, construindo relacionamentos com o consumidor e, até, criando clientes fiéis e propagadores da marca.

Nas Market Networks você se conecta não só com amigos e contatos pessoais, mas faz contatos profissionais, oportunidades de negócio e experiências de compra.

Startup Angellist e evento Honeybook

Nesse formato, o poder do consumidor é muito maior.

Na maioria dos serviços de compra e venda, o processo acontece entre a equipe da empresa e o cliente por um período, ou seja, até que a compra seja finalizada. Claro que, hoje em dia, o pós-venda é fundamental e muitas empresas trabalham de maneiras legais com ele, seja por e-mail marketing, brindes ou descontos para quem compra na loja. A diferença nas Market Networks é que o cliente ajuda o projeto a crescer e se vender, com comentários, avaliações, dicas e participação efetiva antes, durante e depois. Isso leva a outro ponto importante dessas redes:

Referência é a alma do negócio.

Como tudo funciona de maneira colaborativa, um vendedor ou investidor só vai ter uma boa negociação se outras pessoas já confiam em seu trabalho e recomendam aquilo que ele faz. O Mercado Livre é um bom exemplo nacional: você provavelmente só vai concluir a compra se as avaliações sobre eficácia da entrega, reputação, qualidade dos produtos e outras características forem acima da média e bastante positivas.
Cada rede funciona de formas diferentes, com públicos diferentes. Mas estamos começando a nos voltar para aquilo que funciona de forma integrada, colaborativa e construído por experiências. Segundo esse post do site TechCrunch, as redes sociais foram a febre dos últimos 10 anos e as Market Networks serão o grande triunfo dos próximos dez. E você, o que acha desse formato de interação social e econômica?